12 de julho de 2017

PARAR Partners: sejam bem-vindos ao novo mundo

Estamos vivendo um momento em que é preciso parar e olhar para o nosso futuro e para os desafios que o novo mundo nos apresentam. É pensando nisso que o Instituto PARAR realizou o PARAR Partners, um evento que reuniu 250 players do mercado automotivo, nesta terça-feira, dia 11 de julho em São Paulo,  para discutir como melhorar o cenário da mobilidade no mundo. O diretor de vendas da Golsat e PARAR Leader, Flavio Tavares, iniciou o dia de painéis apresentando as diferenças entre o velho e o novo mundo e mostrando como as ideias da nova geração podem mudar o planeta: os jovens já dispensam o uso do carro e defendem o compartilhamento, ter posse já não é tão importante. Além disso, quando se diz respeito a trabalho, eles são movidos não por lucro ou por uma carreira de sucesso, mas por trabalhar com propósito e para pessoas que tenham propósito.

Oito painéis ao longo do dia foram mediados pelo PARAR Leader Flavio Tavares e pelo humorista Rafael Cortez e discutiram questões importantes para a mobilidade e apresentaram soluções que estão surgindo no novo mundo e que podem resolver os problemas que o velho mundo criou.

Em um primeiro momento, os empresários Leonardo Domingos (fundador e CEO do LDS Group), Paul Malicki (fundador e CEO da Flapper) e o CEO da Serttel, Angelo Leite, discutiram sobre Sharing Economy: Quando a posse dá lugar ao serviço, contando os cases de suas empresas e apostando no quanto a economia compartilhada é uma tendência para evitar a superlotação de carros nas ruas e promover uma mudança de comportamento e mentalidade nas pessoas.

Logo em seguida, tivemos um bate-papo do Flavio Tavares com o Mauricio Benvenutti, que é sócio da StartSe, o maior ecossistema de startups do Brasil e que já chegou ao Vale do Silício. O foco foi debater como algumas tendências estão mudando o mundo e como o Vale do Silício está apostando em soluções inovadoras e disruptivas.

Carlos Souza é diretor geral da Udacity na América Latina e Tom Moore é um dos sócios da Mandalah e transmitiram aos convidados a importância da educação para acompanhar essa nova revolução que está acontecendo. O tema do painel foi Educação é a nova mídia: como acompanhar essa evolução e, com ele, os participantes entenderam o papel de uma mudança de mentalidade para o novo mundo acontecer.

A relação das pessoas com as cidades também precisa mudar e já está mudando! Maurício Villar, diretor de operação da Tembici, junto com a Natália Garcia, do Cidade Para Pessoas e a Natália Cerri Oliveira, Relações Governamentais e Institucionais do Itaú falaram do papel do uso das bikes no nosso relacionamento com a cidade. Com o tema Cidades do futuro: um novo olhar para a mobilidade, o painel abordou como o uso de modais como a bicicleta aumenta nossa vivência dentro da cidade, criando uma relação não de desejo de ausência, mas de pertencimento àquele ambiente.

No quinto painel, o foco era a Tecnologia que salva vidas, que teve a participação do Carlos Confort, coordenador de serviços da Proteste e fundador do LatinNCap e do professor de engenharia de sistemas eletrônicos da USP, Leopoldo Yoshioka. Eles ressaltaram o quanto é importante que os consumidores exijam itens de segurança nos carros e o impacto que os carros autônomos terão na mobilidade, já que, hoje, muitos dos acidentes são causados justamente por falha humana.

Luciano Driemeier, gerente de produto, estratégia e mobilidade da Ford, Michel Araújo, gerente de vendas corporativas da BMW e Alberto Ferreira de Souza, pesquisador da UFES e responsável pelo projeto de carro autônomo IARA expuseram os desafios que o novo mundo apresenta às montadoras. Com a temática De Montadoras a Provedoras de Mobilidade: a inovação que transformou a indústria, esse painel contou sobre como as montadoras estão se adequando às exigências que a inovação tem representado: o plano é interromper a produção de carros à combustão e investir em carros autônomos e elétricos.

Como o Tavares falou na abertura do evento, as novas gerações estão buscando Empreendedorismo com propósito: negócios que criam signicado. Gustavo Gracitelli, co-fundador da Bynd, Tamy Lin, fundadora e CEO da Moobie e Bruno Lettieri, sócio-diretor da KeyCar, contaram sobre seus cases e de como ter propósito em seus projetos tornaram-os mais valiosos e impactantes para as outras pessoas: o compartilhamento é uma das principais tendências defendidas pela geração dos Millenials.

O painel que encerrou o dia tinha como tema O novo mundo está batendo à nossa porta: quem tem a chave? e contou com a participação da Luisa Aguiar, Head de Vendas do Cabify e do Emerson Granemann, fundador da MundoGeo e idealizador do DroneShow. Esses projetos já são grandes propostas para o novo mundo e estão transformando nossas relações com a mobilidade.

Fonte: Ana Luiza Morette
PARAR tags:
Ver todos os conteúdos